-
65 9 9944 1240
Postado em 18 de Abril de 2019 às 12h33

Você sabe qual é a diferença entre intolerância alimentar e alergia alimentar?

Ultimamente, devido às mudanças cotidianas, pelas quais as pessoas vêm passando, o padrão de alimentação também se modificou. E com isto, a sociedade tem consumido mais produtos enlatados, industrializados, com conservantes, etc. Esta mudança de hábitos acabou gerando uma transformação razoável no organismo humano, provocando assim intolerâncias e alergias.

A intolerância alimentar, ao contrário da alergia alimentar, não envolve o sistema imunológico. Pois, trata-se de uma reação do aparelho gastrointestinal que produz um distúrbio digestivo. E isso ocorre quando há uma inibição enzimática da quebra de um determinado alimento.

Ou seja, é quando as enzimas, que são as proteínas responsáveis por realizar a quebra desses alimentos para que possam ser absorvidos pelo organismo, têm dificuldade ou deficiência em executar o seu trabalho. Por exemplo, algumas pessoas não têm uma enzima necessária para a digestão do açúcar no leite (denominado intolerância à lactose).

Os sintomas normalmente surgem pouco tempo depois da ingestão do alimento inibidor das enzimas. Em geral se apresentam em forma de excesso de gases, inchaço e dor abdominal, náuseas e dor de cabeça por exemplo.

Existem vários tipos de intolerância também, porém a mais comum continua sendo a alimentar, que pode ser relacionada a produtos como lactose, ovos, amendoim, chocolate, nozes, soja, glúten, frutose entre outros.

Alergia
Já alergia alimentar (ou hipersensibilidade) é uma reação adversa a um determinado alimento, ou seja, é qualquer reação indesejável que ocorre após ingestão de alimentos ou aditivos alimentares. E normalmente gera uma reação do sistema imunológico do indivíduo que identifica alguma fração do alimento como ?um corpo estranho? e dá início à formação de anticorpos.

Esta pode começar ainda na infância, mas é possível que a criança deixe de sofrer de uma alergia alimentar. Assim, alergias alimentares são menos comuns entre adultos. Entretanto, caso uma pessoa adulta tenha alergias alimentares, essas tendem a persistir por toda a vida.
Lembrando que a alergia, trata-se de qualquer tipo de reação no organismo, e não apenas as geradas por alimentos. Existem vários outros tipos de alergia, tais como: alergia a poeira, a pó, a mudanças climáticas (muito calor ou muito frio), a tipos de tecido, e algumas doenças alérgicas, como é o caso da rinite e da sinusite por exemplo.

A alergia pode ser dividida basicamente em duas versões: IgE mediada e Não mediada por IgE.

IgE mediada
Em contato com o alimento alergênico, o anticorpo chamado IgE entra em ação. Ele libera histamina, substância que causa placas vermelhas na pele, inchaço em olhos, boca e laringe, falta de ar e até a manifestação mais grave, o choque anafilático. Essas consequências ocorrem em segundos ou até duas horas após a ingestão.


Não mediada por IgE
Nesse caso, a proteína alergênica incita a resposta de células do sistema imune. Elas inflamam o órgão-alvo até gerar lesões. Por isso, um dos sinais mais perceptíveis em bebês é a presença de sangue nas fezes. Também pode ocorrer vômito, diarreia, intestino preso? E tudo isso surge mais tardiamente ? às vezes, dias após o consumo.


Orientações e cuidados
A fim de evitar, identificar ou tratar estas patologias, a alimentação variada e saudável deve ser estimulada desde o início da alimentação complementar. Além disso, é muito importante que se faça um monitoramento regular do estado nutricional do paciente, verificando e corrigindo inadequações e suplementando micronutrientes, quando necessário; junto a um médico especializado.

Veja também

Mineralograma: o exame que detecta intoxicação por metais pesados10/08/17Conheça o exame, as orientações para a coleta e os efeitos de uma intoxicação por metais pesados O Mineralograma Capilar é um exame que visa determinar (no cabelo ou pelos) elementos tóxicos. O excesso de elementos tóxicos é incorporado à raiz do cabelo durante o estágio inicial de seu crescimento. Diferente da amostra de sangue e urina, o cabelo é um monitor biológico capaz de registrar uma intoxicação ao longo de um período de meses......
Novo EXAME PARA H1N1: mais rápido e barato15/07/16 Mesmo antes do inverno chegar, casos de gripe H1N1 já eram registrados em todo o país. Se você apresenta sintomas e deseja um diagnóstico seguro, o Elisa Análises Clínicas tem a sua disposição um novo......
Elisa será um dos pontos de venda de kits da Caminhada Passos Que Salvam20/08/15 Com muita satisfação, recebemos no laboratório Elisa a coordenadora da Caminhada Passos Que Salvam, uma campanha do Hospital do Câncer de Barretos que será realizada em Nova Mutum no dia 22 de novembro de 2015. Claudia......

Voltar para Blog

Nós utilizamos cookies com o objetivo de oferecer a melhor experiência no uso do nosso site. Ao continuar sua navegação, você concorda com os nossos Termos de Uso.